FAQ

  • O que são os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas?

    São um evento esportivo e cultural que reúne etnias brasileiras e internacionais, originado dos Jogos Nacionais dos Povos Indígenas, criados em 1996 por meio de uma iniciativa do Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC). Os Jogos Mundiais são realizados pelo ITC, com a parceria do governo federal, da prefeitura de Palmas, do governo de Tocantins e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Sua concepção foi construída com a participação de lideranças indígenas, da sociedade civil e de instâncias governamentais.

  • Como foram idealizados os Jogos Mundiais Indígenas?

    Os Jogos Mundiais Indígenas são fruto dos resultados obtidos nas edições nacionais. O evento, que teve sua criação aprovada nos Jogos Nacionais de Cuiabá, em 2013, surgiu a partir de um acordo firmado entre o Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC), líderes estrangeiros de 17 países, 48 etnias nacionais e o governo federal, por meio do Ministério do Esporte.

  • Como foi a escolha de Palmas para sediar a primeira edição dos Jogos Mundiais?

    A cidade participou de um processo de candidatura que começou em agosto de 2013, na edição nacional dos Jogos Indígenas em Cuiabá. Palmas concorreu com Belém e Marabá (PA). A escolha levou em conta o fato de o estado de Tocantins contar com cerca de 13 mil indígenas em seu território.

  • Quantas edições nacionais dos jogos já aconteceram?

    Já foram realizadas 12 edições nacionais dos Jogos dos Povos Indígenas: Goiânia (GO) - 1996; Guaíra (PR) - 1999; Marabá (PA) - 2000; Campo Grande (MS) - 2001; Marapanim (PA) - 2002; Palmas (TO) - 2003; Porto Seguro (BA) - 2004; Fortaleza (CE) - 2005; Olinda (PE) - 2007; Paragominas (PA) - 2009, Porto Nacional (TO) - 2011; e Cuiabá (MT) - 2013.

  • Quantas etnias do Brasil participam dos JMPI e quais são elas?

    São 24 etnias nacionais: Assurini; Bororo Boe; Canela; Guarani Kaiowá; Javae Itya Mahãdu; Kaigang; Kamayurá; Karajá; Kayapó Mebêngôkre; Kuikuro; Kura Bakairi; Kyikatêjê/Parakatêjê; Mamaindê; Manoki; Matis; Paresi Haliti; Pataxó; Rikibaktsa Tapirapé; Terena; Wai Wai; Xambioá Karajá; Xavante; Xerente.

  • Quantos países estarão presentes nos Jogos Mundiais em Palmas?

    Além do Brasil, são 23 países participantes: Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Etiópia, Filipinas, Finlândia, Gâmbia, Guatemala, Guiana Francesa, México, Mongólia, Nicarágua, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Rússia e Uruguai.

  • Como foram escolhidas as etnias participantes?

    Todas as etnias foram selecionadas pelo Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC), que vem usando como critério, desde as edições nacionais, a conservação dos costumes de cada etnia, o idioma, as crenças, os ritos, as pinturas corporais, a música e os esportes tradicionais dos povos. No caso das etnias brasileiras, também foi pré-requisito a participação em alguma edição dos Jogos Nacionais, que acontecem desde 1996. Bom comportamento e cumprimento das regras nas edições passadas também contaram como pontuação para conquistar uma vaga nos I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Além disso, o ITC não segue o “mapa do branco” (o mapa político brasileiro), e sim uma geografia étnica, levando em conta os biomas nacionais: a caatinga, o cerrado, a mata atlântica, a floresta amazônica, os pampas e o pantanal. Os indígenas precisam ser originários de suas aldeias, falar a língua da etnia e conhecer sua cultura. Escolhida a etnia participante, cabe ao cacique e ao chefe da delegação recrutar seus atletas.

  • Quantos atletas indígenas participarão do evento?

    São cerca de 1.800 atletas indígenas: 1.100 de etnias brasileiras e 700 de etnias internacionais.

  • Qual a estimativa de público durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas?

    A Vila dos Jogos deve receber uma média de 30 mil visitantes por dia.

  • Quais as modalidades esportivas?

    Arco e flecha, arremesso de lança, cabo de força, canoagem, corrida com tora, corrida de resistência (10km), corrida de velocidade (100m), futebol, lutas corporais, natação e canoagem, além de esportes e jogos tradicionais específicos de cada etnia (demonstrativos).