Slide background

Panamá domina final da prova de canoagem nos JMPI

31/10/2015

O Ribeirão Taquaruçú Grande recebeu neste sábado (31.10) as semifinais e a final da competição de canoagem dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Após cinco baterias preliminares, seis etnias se classificaram para a decisão: Cocama (Colômbia), Emberá e Wounaan (ambas do Panamá), Kamayurá e Riksbaktsa, as duas de Mato Grosso, e Matis, do Amazonas. Por conta de um impasse na bateria prévia entre os Kamayurá e os Wounaan, a organização optou por classificar os dois povos para a decisão.

Em prova acirrada, os Emberá cruzaram a linha de chegada em primeiro, seguidos de seus conterrâneos Wounaan e do povo Kamayurá. Tripulante da canoa campeã, Clímaco Tojirama comemorou bastante o título.

“Estamos muito satisfeitos por ter vencido na canoagem. Parabenizo o Brasil que nos trouxe até aqui e felicito a nossos outros companheiros do Panamá, que chegaram em segundo. No dia de hoje, dou graças por ter aberto uma porta aqui no Brasil. Seguimos em frente, lutando para representar nosso país”, afirmou.

A ordem de chegada da prova foi a seguinte: 

1º Emberá - Panamá
2º Wounaan - Panamá
3º Kamayurá - Brasil
4º Riksbatsa - Brasil
5º Matis - Brasil
6º Cocama - Colômbia

» Confira o álbum completo de fotos (com opção de download em alta resolução)

Texto: Pedro Ramos/ Fotos: Roberto Castro, de Palmas
Ascom - Ministério do Esporte

OUTRAS NOTÍCIAS